Está com medo? Vai com medo mesmo…

Acordar e enfrentar a vida é uma façanha diária. Saibamos enfrentar essas correntezas que nos é imposta com gratidão, elas nos fazem evoluir, na melhor escola que existe, a escola da vida.

 

 

Todos os dias ao abrirmos os olhos ao acordar e encararmos um novo dia umas das sensações que sentimos é o medo.  Medo do relógio não estar com a hora certa, medo de atrasar, medo de faltar água, faltar luz, o trânsito estar um caos e você chegar atrasado no trabalho, ou num compromisso, medo de ficar doente, de perder alguém que nos é caro, medo de se apaixonar, de sofrer e até o medo da saudade. … medo .. medo.. medo….

Vivemos num eterno medo. Talvez a palavra não seja essa, mas não deixa de ser medo. Muitos medos me cercam, acredito que a todos nós diariamente e temos que ir livrando-nos deles, igual cruzar um rio de correnteza, cheios de armadilhas.

Dirão a você: Você tem sorte. Você nem precisa chacoalhar a memória e pensar no tanto que já venceu, quantos medos venceu.
Numa estrada tortuosa, cheia de pedras você superou todas. Você lutou contra todos os pretextos, fraquezas, dúvidas, nenhuma catástrofe o abala mais e como numa guerra a conquista é saborosa.

Mas sou normal você pensa; tenho meus dias alucinados e inseguros, estou atrasado(a), atormentado(a) dezenas de coisas a fazer, medos batendo à minha porta e eu buscando forças não sei de onde para não sucumbir.

Não se condene se a fraqueza bater; volte à tona, respire, rompa paredes e fechaduras. Materialize seus sonhos com convicção e erga a sua fortaleza. Sinta que tudo está ao seu alcance. Tudo muda quando se olha o céu por janelas abertas, não perca tempo experimentando olhares através de frestas estreitas, dissipe o isolamento que o medo provoca e dê-se ao direito da confiança suprema.

Eu sinto muito medo, a diferença é que vou com medo mesmo. Estou sempre num estado de fermentação, sou um ser efervescente num laboratório onde a composição é meu próprio ser. Os obstáculos estão aí para serem superados a cada acordar, nos resta enfrentá-los e o sabor da vitória, da superação é doce, prazeroso…. vale a pena.

#teatirapravida

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*